domingo, 24 de abril de 2011

Nossa, e eu sempre tentando agradar a todos...
E conseguia. Não, não é egocentrismo, agradava porque fingia ser quem não era.
Me virava do avesso e mudava tudo pra agradar a cada um. Tanta gente perto e ninguém pra contar.
Olha, me odeiem mas essa sou eu. As vezes, paciente e as vezes não.
Ora, se eu posso aturar isso porque não podem os outros?
A verdade é que um dia agente cansa.
E não que eu esteja agora dizendo aos quatro cantos qualquer coisa que me venha a cabeça, sem me importar com o outro e apenas comigo e minha vontade de vomitar as coisas (tem gente que é assim), eu ainda penso pra falar, mas eu discordo de algumas atitudes e pessoas que gosto, sim eu gosto delas, mas há coisas que não concordo e ai o que eu faço? Eu falo, não consigo mais implodir.
É que falta diálogo, isso sim. As pessoas se acostumaram com o caos e desacostumaram com a conversa, querem causar, ser polêmicas  não importa o que custe pra isso.
Enfim... Me odeiem, essa sou eu.

Um comentário:

Walter Melo Filho disse...

Muito obrigado pelo comentário lá no blog moça! Passarei aqui mais vezes, e o legal é isso mesmo, aprender a ser verdadeiro sem ser estúpido!